terça-feira, 17 de outubro de 2017

Ponto da situação

Eu não sei se as pessoas que apoiam a actual solução governativa - e eu sou das que apoia - já perceberam a situação. A Assembleia não é dissolvida pura e simplesmente porque o PSD está sem liderança. E se houvesse dissolução da Assembleia, a esquerda de pouco se poderia queixar. O PS não deixou de ser o que era, uma das traves que, juntamente com o PSD e o CDS, levaram o país aonde está. O PCP e o BE, que poderiam ter tido uma função regeneradora e limitadora dos velhos hábitos do PS, limitaram-se a ficar de fora a discutir a mercearia (eu sei a mercearia é importante). Tirando os assuntos de mercearia (torno a dizer que sei que a mercearia tem a sua importância), deram carta branca ao PS. Para dizer a verdade, acho que os pressupostos que criaram esta solução governativa arderam nos fogos de domingo. Não basta mudar uma ministra. Talvez - mas aqui não tenho qualquer certeza - a esquerda, tendo em conta situação do PSD, ainda tenha uma oportunidade de regenerar a sua solução de poder, mas muita coisa terá de mudar e mudar drasticamente. Se não, a legislatura não chega ao fim.

Sem comentários:

Enviar um comentário