terça-feira, 28 de novembro de 2017

Crony capitalism

Ver o arrufo entre o governo e o BE, sobre as rendas da EDP, como um problema interno das esquerdas é querer tapar o sol com a peneira. Independentemente do acerto da solução proposta pelo BE, o que ficou claro, mais uma vez, é a impotência, para não dizer cumplicidade, dos partidos do arco governativo perante os grandes interesses. O hooliganismo político que grassa nas redes sociais entretém-se muito com a divisão entre direita e esquerda. Na verdade, em Portugal, como em muitos outros países ocidentais, essa divisão é, na prática, fictícia. Governe a direita ou governe a esquerda, quem manda são os mesmos. Antes de haver espaço para um verdadeiro confronto entre projectos de direita e de esquerda é necessário limpar o terreno deste inaceitável conúbio entre política e interesses económicos. Só a partir dessa limpeza faz sentido discutir se a sociedade deve ser mais liberal ou mais social-democrata. Até lá, não passa de um crony capitalism, como se tornou a ver neste arrufo.

Sem comentários:

Enviar um comentário