segunda-feira, 20 de novembro de 2017

Agência Europeia do Medicamento

Quando se colocou a questão da transferência da Agência Europeia do Medicamento para fora do Reino Unido, devido ao Brexit, falou-se de Lisboa e das possibilidades que ela teria de ser escolhida. Isso desencadeou, em Portugal, uma campanha contra a candidatura de Lisboa. O governo, que tinha a obrigação de saber que o peso de uma candidatura do Porto era muito menor que o da candidatura de Lisboa, em vez de ser firme na sua intenção, cedeu ao vociferar de Rui Moreira. O resultado é que a agência irá ou para Milão, ou para Amesterdão, ou para Copenhaga (ver aqui). Como se percebe ficámos todos a ganhar.

Sem comentários:

Enviar um comentário