domingo, 14 de janeiro de 2018

Rui Rio e a esquerda

Se a esquerda pensar que Rui Rio é mais do mesmo ou potencialmente inócuo, então equivoca-se gravemente. Não é o programa económico que ele vier a apresentar que fará diferença. Na verdade, a política económica, mais euro menos euro, vem da União Europeia. O que o pode diferenciar é a sua resistência aos poderes de facto, como aconteceu no Porto, e um certo ar de pessoa austera e rigorosa que os portugueses, apesar de não gostarem de praticar tais virtudes, apreciam muito nos dirigentes políticos. Se a esquerda continuar a enrolar-se em coisas como a lei do financiamento dos partidos e em práticas pouco austeras de gastos públicos pelos governantes e nepotismo (coisas tão ao gosto do PS), não se venha depois queixar da infidelidade do eleitorado. A relação com o dinheiro e os cargos públicos vai ser a porta por onde Rui Rio vai tentar entrar no poder.

Sem comentários:

Enviar um comentário